Foto: acervo ISPN/Méle Dornelas

Petição é entregue a parlamentares na Câmara dos Deputados e marca uma das ações do Dia Nacional do Cerrado

Mais de meio milhão de assinaturas da petição pública pela aprovação da PEC 504/2010, que transforma o Cerrado e a Caatinga em Patrimônio Nacional, foram entregues hoje na sessão da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável ao presidente da Comissão, Rodrigo Agostinho, e ao coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, Nilto Tatto. Além disso, durante o Seminário “A importância dos Povos e das Comunidades Tradicionais para a Conservação do Cerrado”, também ocorreu o ato de entrega a parlamentares presentes, como a deputada Joenia Wapichana, que encaminhou o documento para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

“Nossa constituição tem uma falha grave em não considerar o Cerrado e a Caatinga como patrimônio nacional. Todos os biomas são interligados, todos os biomas possuem um papel fundamental para a geração de água, a biodiversidade e na provisão de serviços ecossistêmicos”, comenta a coordenadora do Programa Cerrado e Caatinga do IPN, Isabel Figueiredo.

A entrega foi precedida de um ato simbólico quando um ator vestido de garçom entregou copos vazios a parlamentares com o intuito de chamar a atenção sobre a importância do Cerrado para o abastecimento de água em todo país.

Fotos: Thomas Bauer/CPT

Fotos: Thomas Bauer/CPT

As atividades fazem parte do IX Encontro e Feira dos Povos do Cerrado, que acontece de hoje a sábado. Saiba mais sobre o encontro aqui.
Sobre a Petição pela PEC 504/2010
Com o objetivo de transformar o Cerrado e a Caatinga em Patrimônio Nacional, visando a diminuição do desmatamento e a preservação dos povos e modos de vida dos Biomas, a Campanha Nacional em Defesa do Cerrado, que tem apoio do ISPN, recolhe assinaturas desde 2016 para estimular a Câmara dos Deputados a votar pela aprovação da PEC 504/2010. Por meio de uma petição pública, mais de 550 mil pessoas assinaram em favor da campanha. 
Ainda não acabou
A entrega da petição com mais de 560 mil assinaturas foi um marco na trajetória da Campanha Nacional em Defesa do Cerrado, que atua desde 2015 para alertar e conscientizar a sociedade sobre os impactos causados pela destruição do bioma no Brasil. Mais de 50 organizações e movimentos sociais fazem parte da Campanha, que agora em seguirá pressionando os parlamentares e a Câmara dos deputados para aprovação da PEC que garante ao Cerrado e a Caatinga o título de Patrimônios Nacionais.