Capta

GUIA DE ELABORAÇÃO DE
PEQUENOS PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS
PARA ORGANIZAÇÕES DE BASE COMUNITÁRIA

QUADRO DE OPORTUNIDADES

Editais e oportunidades de financiamento para projetos:
  • ATER

    Edital: Chamada Pública Bahia Pesca/SEAGRI N° 03/2017
    Data limite: 30/11/2017

    O edital irá selecionar entidades executoras de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural, para pescadores e aquicultores familiares, por meio de ações relacionadas à organização social, manejo sustentável dos recursos, qualidade do pescado, comercialização, agregação de valor, segurança alimentar, nutricional e saúde ocupacional e do acesso às políticas públicas.

    Saiba mais »

  • World Water Council

    Edital: King Hassan II Great World Water Prize
    Data limite: 30/12/2017

    O Conselho Mundial da Água abre processo seletivo para interessados em se candidatar para o seu prémio trienal que irá prestigiar trabalhos desenvolvidos em matéria de solidariedade e inclusão com o fim de garantir uma segurança hídrica e uma justiça climática.

    Saiba mais »


  • *Veja mais oportunidades

Fontes de recursos para organizações de base comunitária

Fonte

Categorias

Exemplos

Estado Empresas Públicas Petrobrás, Itaipu Binacional, Companhias de abastecimento de água, Companhias de eletricidade.
Bancos estatais Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o Banco da Amazônia e o Banco do Nordeste.
Governo Governos estaduais, municipais, Ministérios, doações de apreensão da Receita Federal.
Agências Governamentais Agência Nacional de Águas, Agência Nacional de Energia Elétrica, Agência Nacional de Saúde Suplementar.
Fundos Do Meio Ambiente, de Direitos Humanos, de Direitos Difusos, estaduais de Meio Ambiente, Fundo Amazônia.
Agências Internacionais Agências bilaterais Agência de Cooperação Internacional do Japão, Itália, Alemanha, Canadá, França.
Agências multilaterais Organização dos Estados Americanos (OEA), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), União Europeia.
Organismos especializados da Organização das Nações Unidas – ONU Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO), Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).
Embaixadas Japão, Canadá, Noruega, Austrália.
Fundações internacionais Fundação Interamericana, “Foundation Center”, “International Partnership for Human Development”, “European Foundation Center”.
Iniciativa privada Empresas privadas Diversas empresas por meio de ações de responsabilidade socioambiental, de compensação ambiental ou de ajustamento de conduta.
Bancos Bradesco, Itaú, HSBC.
Fundações Banco do Brasil, O Boticário, Ayrton Senna, Semear.
Organizações Não Governamentais Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN), Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), Fundo Socioambiental CASA, Instituto Ethos, Fundo DEMA, Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE).
Indivíduos (pessoa física) Doações, heranças, crowdfunding, rifas, participação em eventos para arrecadação.

É importante pensar que tipo de apoio seu projeto precisa e entender como funcionam essas fontes de recursos. O apoio a projetos geralmente está associado a alguma linha programática, como saúde, educação, gênero, juventude, desenvolvimento socioambiental, água, biodiversidade, geração de renda etc. Tais programas atendem a determinadas áreas geográficas e preocupam-se com determinados resultados e impactos.

Em grande parte dos casos, o apoio se dá por meio de um edital, no qual uma proposta de projeto é encaminhada para concorrência. Neste caso, o projeto deve ser escrito seguindo um roteiro ou formulário disponibilizado pela chamada e encaminhado dentro do prazo estabelecido. Em outros casos, o financiador está sempre aberto ao recebimento de propostas, o que é chamado de “demanda espontânea”.

É importante enfatizar que para a realização das ações comunitárias, muitas vezes não é necessário ir atrás de recursos, escrever projetos e encontrar um financiador. Ideias criativas podem oferecer fontes de financiamento mais ao seu alcance. Existem muitas fontes de financiamento alternativas que as comunidades podem utilizar e é bem provável que sua organização já tenha recorrido a alguma dessas. Veja alguns exemplos.

  • Participação em prêmios;
  • Realização de bingos, rifas e leilões;
  • Realização de eventos como almoços beneficentes, festas, jogos esportivos e gincanas;
  • Caixinha de doação;
  • Taxa anual de associados;
  • Financiamento coletivo (crowdfunding).

Veja também:


  • Visite também:

  • Parceiros
ISPN - Instituto Sociedade, População e Natureza - email: instituto@ispn.org.br. » Fazer login
SHCGN CLR Quadra 709 Bloco "E" Loja 38, CEP 70.750-515 Brasília - DF . Fone/Fax: (61) 3327-8085
DoDesign-s Design & Marketing