Fauna e Flora do Cerrado

A extensão do Cerrado se traduz em biodiversidade: é a savana mais biodiversa do mundo com aproximadamente 330 mil espécies de plantas e animais, com um expressivo percentual de espécies endêmicas.

Fauna:

A fauna é tão diversa quanto a flora. Estima-se que existam mais de 320 mil espécies de animais, sendo 195 de mamíferos. Há um destaque especial para a diversidade de invertebrados presentes no bioma, mas ainda pouco conhecida. Neste se destacam os insetos, os quais correspondem a 28% da biota existente no Cerrado, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente.

No entanto o modelo de gestão e exploração dos recursos naturais nos territórios que compõem o bioma tem resultado em sérias ameaças à sobrevivência de pelo menos 132 espécies, as quais se encontram ameaçadas de extinção. Dentre estas, a arara azul, o lobo-guará, o tamanduá-bandeira, a aroeira, a braúna e a arnica.

Flora:

Devido a sua localização, o Cerrado compartilha espécies com os principais biomas brasileiros (Amazônia, Caatinga e Mata Atlântica), o que o torna um dos 25 pontos quentes de biodiversidade (hotspots) no mundo. A região possui aproximadamente 12 mil espécies vegetais, e, segundo dados da Embrapa, podem ser encontradas cerca de 400 espécies de plantas por hectare. Deste solo, brotam mais de 200 espécies medicinais e mais de 400 que podem ser utilizadas de forma sustentável na recuperação de solos degradados ou para alimentação.

Últimas notícias sobre o bioma Cerrado

Veja todas as notícias